Menu Lateral
 

Feira Literária de Conceição de Macabu acontece neste sábado (02)

Publicado em 01/09/2017 11:23:25


 

Neste sábado (02), Conceição de Macabu vai sediar a I Feira Literária (FLIMAC). A programação está recheada de cultura, entretenimento e esporte. O evento será realizado na Praça Dr. José Bonifácio Tassara e está previsto para começar às 10h, com a apresentação do Grupo de Teatro Macabu em Cena. Em seguida, na Tenda 09, serão realizadas as apresentações de Capoeira, Jiu Jitsu e Taekwondo, respectivamente. A programação da parte da manhã vai contar ainda com apresentação de Ballet, na Tenda 08. Todas essas modalidades fazem parte do programa extraclasse, que a Prefeitura Municipal, através da secretaria de Educação e Cultura, em parceria com a secretaria de Promoção Social, oferece aos munícipes.  

Na parte da tarde, a partir das 13h30, na tenda 08, acontecerá a apresentação de Zumba. Haverá a apresentação de dança com a companhia FA Dance, de Fernando Afonso. Em seguida, a Escola Municipal de Música e Arte vai encantar o público com tantos talentos macabuenses. Ainda na tenda 08, vai acontecer a apresentação do Grupo Historiarte, de Macaé.

Na sequência, contação de história com Mariana Müller e Sara Barroco e, logo após, Fabiana Salgado.

Dando continuidade ao evento, os palhaços Biduim e Tatá farão a alegria da garotada.

Às 17h, Show Musical com a escritora renomada, Bia Bedran - Mestre em Ciência da Arte pela UFF (Universidade Federal Fluminense), professora da UERJ, graduada em Musicoterapia e Educação Artística, cantora, compositora, contadora de histórias. Macabu vai receber neste sábado, uma referência em arte e educação, com públicos cativos em shows, peças de teatro infantil e palestras para adultos.

E para encerrar o evento, apresentação do Grupo Regional Mania de Choro.  

Ao logo do dia, vários escritores estarão expondo suas obras, na Estação. Dentre eles:

Prof. Ricardo Meirelles - Professor de História, formado pela Faculdade de Filosofia de Campos. Em 2016 comemorou quarenta anos de dramaturgia. Recebeu vários prêmios pelo Antigo Serviço Nacional de Teatro, em concursos realizados por este órgão. Suas peças são montadas no Brasil e exterior, como: Palácio dos Urubus; Ferocidade; Os Sobreviventes; Delicioso Horror; A Noite de Tereza Cibalena; Disse Adeus as Ilusões e embarcou para Hoolywood. Na Alemanha, foi  premiado duas vezes, Palácio dos Urubus e Ferocidade, sendo que, O Palácio dos Urubus também teve premiação na Venezuela.

Nestor Luiz Cardoso Lopes - Desde muito cedo mantem estreita relação com o ato de escrever. Aos 20 anos de idade era correspondente dos jornais " A Folha" e "A Voz da Serra", ambos em Nova Friburgo. Depois disso, por anos a fio, foi colaborador de vários jornais em Santa Maria Madalena. Sempre teve o sonho de um dia publicar um livro. E aconteceu que neste ano de 2017, surgiu a grata oportunidade de escrever - "Causos Madalenenses - histórias da terra de Dercy", lançado durante a realização da 8ª FLIM - Festa Literária de Santa Maria Madalena.

Selma Nardacci - escreveu A Menina da Casa Preta, em 2010. Em 2012, lançou o segundo livro intitulado: Desconcertante, Poemas e Crônicas Nardaccianas.  Selma Nardaci é Bacharelada e Licenciada em História, graduada em Educação Ambiental. Leciona  História , Filosofia, Sociologia e Ensino Religioso para alunos do Ensino Médio do Colégio Barrão de Santa Maria Madalena, onde reside com sua família.

 

 

 

Mário Luiz - O Radialista tem 32 anos de carreira, extremamente eclético já passou por dezenas de veículos de comunicação, no Brasil e no exterior, como âncora, apresentador, correspondente internacional e repórter esportivo. Foi diretor executivo da Fundação Rádio Popular Fluminense de Conceição de Macabu - RJ, e em Macaé, na Rádio FM 101 é responsável pelo jornalismo externo da emissora e coordena o Departamento de Esportes onde também apresenta um programa esportivo diário, o “Show do Esporte”, de grande audiência nos fins de tarde. Leitor e colecionador de Gibis (revistas em quadrinhos) desde criança, tinha entre um dos seus sonhos escrever e publicar um livro que ajudasse contar a história de sua região.  Mas, o seu primeiro livro “Afrânio – A primeira medalha do Brasil, no peito, na raça e na bala”, lançando recentemente pela Editora Iris Mídia, veio como segunda opção.

Marcelo Abreu Gomes - Historiador e agente cultural, Marcelo Abreu é uma referência para a história, a memória e a cultura macabuense. Sem seu trabalho e suas pesquisa, os moradores não saberiam que macabuenses foram importantes na política nacional e estadual, nos esportes (inclusive na seleção brasileira de futebol, em Copas do Mundo) e no cinema. Talvez ignorassem que Charles Darwin se hospedou numa fazenda local ou que o primeiro caso de imigração japonesa no Brasil aconteceu em Macabu, e não em São Paulo como muitos acreditam. Recentemente, Marcelo reuniu informações, fotografias e objetos numa exposição sobre os 60 anos da emancipação de Conceição de Macabu - a primeira cidade fluminense emancipada por plebiscito e a única por unanimidade até hoje. Marcelo também é um divulgador da cidade na televisão - seja em novelas, como A Escrava Isaura, da Rede Record, em programas como o Linha Direta Justiça, da TV Globo, e o Detetives da História, do The History Channel -, no cinema, em livros, revistas e até em escolas de samba do Rio de Janeiro. Entusiasta de Conceição de Macabu, Marcelo faz com que a história do município ganhe abrangência nacional e até internacional. Desde menino, ainda nos bancos escolares, já dedicava atenção especial à cidade natal. Professor de História e mestre em Educação, também é um ativista político-cultural preocupado com as questões ambientais e a preservação do patrimônio histórico. Em 2009, como diretor municipal do Departamento de Cultura, elaborou um estudo que originou a Lei de Tombamentos e Registros Imateriais de Conceição de Macabu, que sugere dezenas de patrimônios tombáveis e registros imateriais a serem executados.

Mariucha Corrêa - O livro ‘Minha Reza Infame’ é a culminância do projeto "Quebrando paradigmas no mundo poético", inscrito pela autora, em 2012 e habilitado pela Fundação da Biblioteca Nacional para jovens escritores. A obra é um livro de poesias em versão bilíngue, com traduções para o espanhol por Mabel Sanchez e com ilustrações assinadas pelo artista plástico Daniel Ignacio e edição do Selo Off  FLIP. Segundo a escritora, o livro é repleto de metáforas e pouco preocupado com pudor, contendo um linguagem bastante moderna. A obra é de tema livre, mas aborda inclusive a relação sexual homem e mulher, em formato de reza. Recentemente, Mariúcha Corrêa lançou também o livro ‘Joanie, a Joaninha’, que escreveu em parceria com a sua filha Cecília Silva, e vem fazendo muito sucesso no meio do público infantil. Macaense, Mariúcha Corrêa morou 10 anos no Rio de Janeiro, para estudar, mas, decidiu voltar. A escritora é formada em Pedagogia pela Uniderp Anhanguera, e possui cursos de Contação de História, além de cursar Artes Dramáticas na Escola Municipal de Artes Maria José Guedes, para aperfeiçoar o seu trabalho. 

http://conceicaodemacabu.rj.gov.br


Mais Notícias

(c) 2017 - Prefeitura Municipal de Conceição de Macabu
Endereço: Rua Maria Adelaide - Vila Nova, nº 186 Cep: 28.740-000 - Cidade: Conceição de Macabu / RJ
Tel.: (22) 2779-2324 - Email: ouvidoria@conceicaodemacabu.rj.gov.br
Horário de Funcionamento: 08h às 16h.
Versão: 2017.10.30
Alternar para Versão Mobile
Desenvolvido por: